Páginas

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

SEXTANIMAL - Eu tive um cavalo preto!


É sério, eu tive um cavalo e ele era preto, com direito à charrete e tudo. A única coisa estranha em tudo isso é que eu não entendi o por quê. Por que meu pai me deu um cavalo se eu tinha uns 3 anos? Por que eu não estou na foto da charrete? Minhas irmãs estão mentindo quanto a isso? Sei lá! Essa mania das pessoas fazerem coisas e não deixarem documentadas. É por isso que eu adoro a tecnologia. Na verdade, eu a amo. Tiro fotos o tempo todo de tudo e de todos que convivem comigo. Faço vídeos dos meus eventos e publico-os na internet. Se algum dia eu vir a esquecer de algo, está tudo conservado. É só acessar! Mas, apesar disso, jamais vou esquecer dos gloriosos anos 80 (sem internet). Foi uma infância muito bonita! De qualquer forma, o cavalo da minha vida sempre me intriga. E você? Também tem uma memória perdida, não comprovada ou duvidosa?

Cavalo de Fogo

O cavalo (do latim caballu) é um mamífero hipomorfo, da ordem dos ungulados, uma das sete espécies modernas do gênero Equus. A denominação para as fêmeas é égua, para os machos não castrados, garanhão e para os filhotes, potro. Esse grande ungulado é membro da mesma família dos asnos e das zebras, a dos equídeos. Todos os sete membros da família dos equídeos são do mesmo gênero, Equus, e podem relacionar-se e produzir híbridos, não férteis, como as mulas.Pertencem a ordem dos perissodáctilos no qual fazem parte rinocerontes e antas (tapires). Os cavalos têm longas patas de um só dedo cada. Os cavalos (Equus caballus) são perfeitamente adaptados a diversos desportos e jogos, como corrida, polo, provas de ensino ou equitação, ao trabalho e até à equoterapia (recuperação da coordenação motora de certos deficientes físicos).

Esses animais dependem da velocidade para escapar a predadores. São animais sociais, que vivem em grupos liderados por matriarcas. Os cavalos usam uma elaborada linguagem corporal para comunicar uns com os outros, a qual os humanos podem aprender a compreender para melhorar a comunicação com esses animais. Seu tempo de vida varia de 25 a 30 anos.

O cavalo teve, durante muito tempo, um papel importante no transporte; fosse como montaria, ou puxando uma carruagem, uma carroça, uma diligência, um bonde, etc.; também nos trabalhos agrícolas, como animal para a arar, etc. assim como comida. Até meados do século XX, exércitos usavam cavalos de forma intensa em guerras: soldados ainda chamam o grupo de máquinas que agora tomou o lugar dos cavalos no campo de batalha de "unidades de cavalaria", algumas vezes mantendo nomes tradicionais (Cavalo de Lord Strathcona, etc.)

Como curiosidade, a raça mais rápida de cavalo, o famoso thoroughbred (puro sangue inglês ou PSI) alcança em média a incrível velocidade de 17 m/s (~60 km/h).



Curiosidades:

             Evolução

  • Os cavalos e as zebras fazem parte da mesma família. Alguns cavalos apresentam mesmo listas na parte inferior das patas e mais raramente no dorso, exemplo disso é o Sorraia.
  • A família à qual pertence o cavalo chama-se “Equus” que significa veloz em grego.
  • O antepassado mais longínquo do cavalo não tinha mais de 20 cm. Tinha também três dedos nas patas da frente e quatro nas patas de trás, em vez de um casco.

    Anatomia

  • Os cavalos têm dois ângulos de visão “mortos”. Um localizado directamente à frente e outro directamente atrás.
  • As crias dos cavalos conseguem sustentar-se nas patas após uma ou duas horas do nascimento.
  • Os cavalos não conseguem respirar pela boca.
  • Os cavalos estão “desenhados” para galopar e não para saltar. No estado natural, os cavalos tendem a contornar os obstáculos.
  • Os olhos dos cavalos estão entre os maiores dos mamíferos terrestres.
  • Os cavalos dormem a maior parte do tempo em pé. Estes animais têm um mecanismo nas pernas (tendões e ligamentos) que os permite estar em pé sem utilizarem os músculos. Para entrar em fases mais profundas do sono, os cavalos têm de se deitar.
  • Para os cavalos é mais confortável estar de pé do que deitados, isto porque quando estão deitados fazem pressão sobre os órgãos internos

     Sentidos

  • Os cavalos conseguem ver cores.
  • Os cavalos têm um apurado olfacto. Conseguem mesmo "cheirar" feromonas.
  • As apresentações entre os cavalos fazem-se nariz-com-nariz.
  • Os cavalos comunicam através de sons e também expressões faciais, utilizando as narinas, as orelhas e os olhos.
  • Os cavalos são extremamente sensíveis ao movimento. Por isso é que se encontram nervosos nos dias ventosos, para eles tudo está em constante movimento.
  • Os cavalos têm uma excelente audição e conseguem virar as orelhas em 180 graus para melhor captar os sons.
  • Os cavalos conseguem sentir uma mosca a posar na sua pele e usam os músculos que têm por todo o corpo para as espantar.

      Números

  • A população mundial de cavalos está estimada em 75,000,000.
  • Um cavalo dorme várias vezes por dia durante apenas alguns minutos. Um adulto dorme em média 3 horas por dia enquanto um potro tende a dormir mais vezes, durante mais tempo e mais profundamente.

      Consumos

  • O cavalo necessita em média de beber 50 litros de água por dia. Isto dá 4 litros de água por dia por cada 50 quilos.
  • Um cavalo come em média 10 kgs de feno por dia. Um cavalo necessita de ingerir em média 1 a 2 % do seu peso em comida.

      Raças

  • Existem mais de trezentas raças de póneis e cavalos.
  • Falabella é a raça de póneis mais baixa, não excedendo os 65 cm.
  • O Shire é a raça mais alta de cavalos, podendo ultrapassar os 180 cm.
  • O Lusitano, o Alter Real e o Sorraia são raças portugueses.

      Os humanos e os cavalos

  • Equinofobia e Hipofobia é o medo de cavalos
  • As estátuas equestres têm diferentes significados conforme a posição do cavalo: se o animal se apresenta com as duas patas no ar, a pessoa que o monta foi morta em batalha, se apresenta uma, foi ferida, e se tem as quatro pousadas no chão, a pessoa morreu de causas naturais.
  • As unhas do homem e a parte exterior do casco do cavalo são feitos do mesmo material.
  • O cavalo é especialmente sensível ao tacto na área da cabeça, sendo que em termos de sensibilidade, os lábios do cavalo correspondem à ponta dos dedos humanos.

      Superstições

  • As ferraduras dos cavalos dão sorte se estiverem penduradas com as pontas voltadas para cima.
  • Os cavalos pretos têm um temperamento mais rebelde.
Fonte: Arca de Noé
Postar um comentário