Páginas

sábado, 13 de julho de 2013

James Cameron critica o 3D de Homem de Ferro 3 e O Homem de Aço


Diego Almeida

Durante uma conferência no México, James Cameron falou sobre o uso do 3D no cinema. Apesar de ser defensor da tecnologia, o diretor de Avatar e Titanic diz que o tratamento 3D está sendo mal empregado em Hollywood.

“Não acho que o 3D está sendo usado apropriadamente. Ficou uma coisa automática. Por exemplo, Homem de Ferro 3, O Homem de Aço e todos esses blockbusters não deveriam ser necessariamente em 3D. Se você gasta US$ 150 milhões em efeitos visuais, o filme já será espetacular, perfeito”, falou.

O cineasta também comentou a conversão para o formato, segundo ele, uma técnica adotada pelos estúdios para se fazer mais dinheiro.

“Uma coisa é filmar em 3D e outra é converter para o 3D. Depois que Avatar mudou tudo, tanto filmes bons quanto ruins precisam ser em 3D. O problema que eu vejo nisso é que ao invés de ser uma escolha dos realizadores se tornou uma questão dos estúdios, que querem fazer dinheiro empurrando 3D para diretors que não gostam ou não ficam confortáveis com o formato”.

Morando na Nova Zelândia para rodar as sequências de Avatar, Cameron se prepara para retornar ao formato tridimencional e inovar mais uma vez. Dessa vez, Avatar 2 e 3 devem ser rodados debaixo d’água, a partir do começo de 2014.

Postar um comentário