Páginas

terça-feira, 14 de maio de 2013

Amy Winehouse tentou suicidar-se, pela primeira vez, aos 10 anos


Um amigo da cantora falecida em 2011 diz também, num novo livro, que o sofrimento começou com a separação dos pais.

A primeira tentativa de suicídio de Amy Winehouse aconteceu quando a cantora, falecida em julho de 2011, tinha apenas 10 anos. Esta informação chega pela voz de um amigo da cantora no livro Amy Winehouse: the Untold Story. Essa tentativa, por overdose de comprimidos, terá acontecido menos de um ano depois de os pais se terem separado.

A autora, Chloe Govan, explica que a artista britânica ficou devastada quando o pai, Mitch Winehouse, deixou a mãe por outra mulher, conhecida como "daddy's work wife" (a mulher do trabalho do pai).

"A Amy sofreu muito com a separação dos pais", diz um amigo da falecida cantora no livro, "pode ter criado uma fachada de quem não queria saber mas para ela, ver o pai sair de casa para ir ter com outra mulher foi um grande abandono. Fumou o primeiro charro aos dez anos e, aos olhos de algumas pessoas, estava no caminho da desgraça".

O mesmo amigo, que a terá encontrado no dia da overdose, acrescentou ainda: "encontrei-a agarrada ao estômago em agonia. Tinha começado a espumar da boca e tinha os olhos a girar. Tinha tomado uma overdose de comprimidos porque não queria viver. Disse-me que queria dormir um grande sono".

No livro, pode também ler-se que a cantora estava obcecada pelo "Clube dos 27", idade com a qual morreu e com a qual também morreram Kurt Cobain, dos Nirvana, Jim Morrison, Jimi Hendrix ou Janis Joplin. "A Amy sempre me disse que pensava que ia morrer jovem e que sabia que ia ser um membro do clube dos 27. Acho que ela quase precisava de morrer como uma lenda", declara Alex Foden, o cabeleireiro de Winehouse.

Postar um comentário