segunda-feira, 1 de abril de 2013

Filmes para ver no Dia da Mentira

A mentira, como diz o ditado, até pode ter as pernas curtas, mas a capacidade de inspirar a sétima arte de pequena não tem nada. Para comemorar o Primeiro de Abril, Cineinblog indica alguns filmes “mentirosos”. Divirtam-se!

Todo es mentira (1994, Álvaro Fernandez Armero) – Traz Penélope Cruz em início de carreira e conta a história de quatro casais às voltas com relacionamentos insatisfatórios, mas que por acomodação, fazem de tudo para manter as aparências.

Uma doce mentira (2010, Pierri Salvadori) – Protagonizado por Audrey Tautou, conta a história de Emilie, que um dia recebe uma bela carta anônima com uma declaração de amor comovente. Como sua mãe está em depressão desde a morte do marido, Emilie decide enviar a carta para a mãe, na tentativa de alegrá-la, mas seu gesto desencadeia vários acontecimentos imprevisíveis.


O mentiroso (1997, Tom Shadyac) - Esse é um dos sucessos do astro Jim Carrey. Fletcher, um advogado meio sem escrúpulos e mentiroso contumaz, vê sua rotina virar de cabeça para baixo quando o filho deseja, ao soprar as velinhas do bolo de aniversário, que o pai seja incapaz de mentir por um dia.

Só dez por cento é mentira (2010, Pedro Cesar) - Documentário sobre a vida do poeta Manoel de Barros, que alterna entrevistas com o escritor, trechos de seus versos e depoimentos de conhecedores da obra de um dos poetas mais originais da literatura brasileira.

A grande mentira (1941, Edmund Goulding) – O filme é estrelado por Bette Davis e conta a história de um intrincado romance. Sandra se casa com Peter antes que seu divórcio saia, e ao descobrir, ele a abandona e se casa com Maggie (Davis) uma antiga paixão. Pouco tempo depois, em uma viagem, o avião onde Peter viajava cai na selva e ele é dado como morto. Sandra descobre que está grávida e Maggie se oferece para cuidar da criança e da mãe. Mas quando Peter reaparece, ela diz a ele que o bebê é filho dos dois… 

O preço de uma verdade (2003, Billy Ray) – Nesse filme, Hayden Christensen vive Stephen Glass, um jovem jornalista que tem um crescimento meteórico na carreira, até que se descobre que seus textos eram todos ou copiados de outras pessoas ou histórias inventadas…

*Fonte das informações para construção das sinopses: filmow.com

Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!