quarta-feira, 13 de março de 2013

Rock progressivo do Jethro Tull inaugura shows internacionais no Araújo Vianna

Ian Anderson e grupo de instrumentistas realizaram show conceitual para 3 mil pessoas 

Rock progressivo do Jethro Tull inaugura shows internacionais no Araújo Vianna 
Crédito: Ricardo Giusti 


No dia do seu aniversário de 49 anos, o Auditório Araújo Vianna recebeu dois discos inteiros de presente de Ian Anderson e seu Jethro Tull atual: o clássico disco "Thick as a Brick", de 1972 e o insano e temporão, mas não menos rock progressivo ou ópera rock, como queiram, "Thick as a Brick 2", lançado em 2012, 40 anos depois do primeiro. Foram 2h30min de show, com 15 minutos de intervalo de uma execução que deixou embevecida uma plateia de pouco mais de 2,9 mil pessoas no Araújo Vianna, inaugurando a fase internacional de shows da tradicional casa de espetáculos incrustada no coração do bairro BomFim, o Parque da Redenção. 

O multi-instrumentista da banda Jethro Tull, Ian Anderson, iniciou pontualmente às 21h, o primeiro show internacional do reformado Araújo Vianna, nesta terça-feira em Porto Alegre. O show da turnê comemorativa aos 45 anos de carreira da banda e de Anderson foi uma apresentação com muita identificação histórica com o Araújo e sua tradição no rock e rock progressivo.

O show percorreu o lendário álbum "Thick Is a Brick", com Florian Opahle (guitarra), Scott Hammond (bateria), David Goodier (baixo), John O'Hara (teclados) e Ryan O'Donnell (vocal). Anderson cantava alguns trechos das músicas, mas a sua garganta gêmea era o jovem Ryan O´Donnell, que também personificava os momentos cênicos da ópera rock, personificando um empregado que varre o palco ou então um padre. Todo o grupo, porém, fazia evoluções instrumentais, cênicas num show conceitual, reproduzindo a atmosfera insana e criativa de "Thick as a Brick". 

Após um intervalo de 15 minutos, veio a execução integral de "Thick as a Brick 2", com destaque para “Banker Bets, Banker Wins”, com o telão reproduzindo moedas e notas, “Wootton Bassett Town” e a mais longa faixa “A Change Of Horses”. Após mais uma hora de show, foi a vez do próprio Ian Anderson, com o seu personagem no telão apresentar a banda e ela sair de cena para voltar em dois minutos e executar a clássica "Locomotive Breath", com o trem que não pode parar: "I thank God, he stole the handle / And the train, it won't stop going / No way to slow down / No way to slow down / No way to slow down / No way to slow down". Era o gran finale de uma noite memorável para o Araújo Vianna, no dia do seu aniversário, e para os gaúchos. 

Set List:

1 Thick As A Brick
Intervalo 
2 From a Pebble Thrown 
3 Pebbles Instrumental 
4 Might Have Beens
5 Upper Sixth Loan Shark 
6 Banker Bets, Banker Wins
7 Swing It Far 
8 Adrift and Dumbfounded 
9 Old School Song 
10 Wootton Bassett Town
11 Power and Spirit 
12 Give Til it Hurts
13 Cosy Corner 
14 Shunt and Shuffle
15 A Change of Horses
16 Confessional 
17 Kismet in Suburbia
18 What-ifs, Maybes and Might-Have-Beens
19 Locomotive Breath

Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!