Páginas

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Gasômetro sedia 1º Fórum Mundial da Bicicleta

Daniel Sanes
Há quase um ano - no dia 25 de fevereiro, para ser mais exato -, Porto Alegre foi cenário de um episódio chocante, mas que, por sorte, não terminou em tragédia. O atropelamento “em série” de um grupo de ciclistas na Cidade Baixa teve um saldo de 17 feridos, gerando também uma enorme discussão sobre educação no trânsito. Para ampliar esse debate, um grupo de pessoas resolveu organizar na Capital o 1º Fórum Mundial da Bicicleta, que começa hoje e se encerra no domingo, com várias atividades e oficinas na Usina do Gasômetro.

A ideia é discutir o papel da bicicleta e sua importância nos aspectos ambiental, econômico e esportivo, entre outros pontos, como explica a jornalista Lívia Araújo, uma das organizadoras. “O caso do atropelamento motivou a organização do fórum, mas ele acabou transcendendo esse fato. Queremos discutir a pluridade no trânsito, tornar isso um assunto natural”, defende.

A abordagem das oficinas e palestras é bastante variada, indo desde a básica - porém, não conhecida por todos os ciclistas - mecânica do veículo à inserção da bicicleta na economia. Também serão abordados exemplos de empresas que dispõem de bicicletários para seus funcionários e de cidades que possuem boas ciclovias. Este último tema, aliás, é um dos que mais provocam questionamentos.

“A malha de Porto Alegre ainda é muito pequena. Tem um potencial de 495 quilômetros, mas apenas 40km são aproveitados. Ainda não foi inaugurado o primeiro trecho de cerca de 9km da avenida Ipiranga, a coisa anda muito devagar”, diz Lívia. No entanto, ela também elogia algumas iniciativas do poder público. “Achei muito legal a prefeitura ter ouvido os usuários e envolvido o IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil) na proposta para a criação do guarda-corpo na Ipiranga. A sociedade precisa ser mais ouvida nesse tipo de questão”, afirma.

A grande atração do Fórum Mundial da Bicicleta é a presença do cicloativista norte-americano Chris Carlsson, um dos idealizadores da Massa Crítica, grupo criado em 1992 na cidade de São Francisco e que hoje tem adeptos no mundo inteiro - as vítimas do atropelamento em Porto Alegre estão entre eles. Também merece destaque a participação de Soelito Gohr, bicampeão mundial de ciclismo paraolímpico.

A abertura do evento contará com um bike city tour pelos principais pontos turísticos de Porto Alegre, hoje, a partir das 18h, saindo da parte externa da Usina. A programação completa do evento está disponível no site http://forummundialdabici.com
Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!