Páginas

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

SEXTANIMAL - Corvos se comunicam por gestos


Segundo uma nova pesquisa, corvos usam seus bicos e asas para fazer gestos, de forma muito parecida com nossos gestos com as mãos, como para apontar um objeto.

Esta é a primeira vez que pesquisadores viram gestos usados desta forma na natureza, por outros animais que não sejam primatas.

A partir da idade de 9 a 12 meses, os bebês humanos costumam usar gestos para chamar a atenção dos adultos para os objetos, ou para segurar itens para que outros possam pegá-los.

Estes gestos, produzidos antes das crianças falarem suas primeiras palavras, são vistos como marcos no desenvolvimento da fala humana.

Cães e outros animais são conhecidos por destacar itens usando gestos, mas como seres humanos treinam estes animais, os cientistas acreditavam que o desenvolvimento natural desses gestos era confinado apenas aos primatas – e mesmo gestos comparáveis são raramente vistos na natureza em nossos parentes vivos mais próximos, os grandes macacos.

Os pesquisadores descobriram, ao longo dos anos, que os corvos e seus familiares são extraordinariamente inteligentes, superando a maioria das outras aves e até rivalizando com os grandes símios em alguns testes.

“Os corvos são uma espécie muito orientada a objetos”, disse a pesquisadora Simone Pika. “Isso me lembrou da minha infância, quando meu irmão gêmeo e eu ainda éramos pequenos e um de nós de repente recuperava um brinquedo favorito, cuja existência nós tínhamos esquecido por um tempo. Este brinquedo de repente se tornava o centro de diversão, interesse e competição. Coisas similares acontecem quando os corvos brincam uns com os outros, e recuperam objetos”, conta.

Os cientistas estudaram corvos selvagens na Áustria, marcando cada ave para ajudar a identificá-la.

Os pesquisadores viram os corvos usarem seus bicos para mostrar e oferecer itens como musgo, pedras e galhos. 

Estes gestos eram em sua maioria destinados a membros do sexo oposto, e muitas vezes levavam o outro indivíduo a olhar para objetos. Os corvos, então, interagiam uns com os outros – por exemplo, tocando ou apertando os objetos em conjunto, ou manipulando o item juntos. 

Os cientistas especulam que estes gestos podem ser usados para medir o interesse de um potencial parceiro ou fortalecer um vínculo já existente.

Corvos possuem um grau relativamente elevado de cooperação entre os parceiros. As descobertas sugerem que os gestos evoluíram de uma espécie que demonstra um alto grau de habilidade colaborativa, uma descoberta que pode lançar luz sobre a origem dos gestos nos seres humanos.

“Estudos focavam os gestos em habilidades de comunicação apenas dos primatas”, disse Pika. “O mistério das origens da linguagem humana, no entanto, só pode ser resolvido se ampliarmos a pesquisa e também considerarmos a complexidade dos sistemas de comunicação de outros grupos de animais”, completa.

Os pesquisadores ainda querem explorar mais o uso de gestos entre corvos, e quais são seus significados e funções.[LiveScience]

Fonte: Hypescience
Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!