sexta-feira, 25 de novembro de 2011

SEXTANIMAL - A primeira “rede social” dos nossos antepassados

“O ser humano é um ser social por natureza”, disse Aristóteles no século III a.C., mas esta é uma habilidade que a nossa espécie partilha com muitas outras e que, no caso dos primatas, poderá ter uma explicação relacionada com os horários de atividade . Assim o asseguram, pelo menos, 3 investigadores que deram novas pistas sobre a origem desta intrincada rede social que hoje tem dimensões globais.

Os antropólogos, liderados por Susanne Shultz, da Universidade de Oxford, analisaram o funcionamento dos grupos sociais entre primatas actuais e também de espécies da árvore evolutiva humana, até a um total de 217 espécies diferentes para reconstruir o comportamento social de há milhões de anos. E descobriram que a chave que tornou possíveis as relações em grupos foi a mudança de uma actividade nocturna para outra diurna.


Conforme publicado na revista “Nature”, no início os primatas eram forrageiros solitários que saiam à noite protegidos pela escuridão. No entanto, quando começaram a mover-se de dia, tornaram-se mais vulneráveis, porque podiam ser vistos pelos predadores e serem atacados, e assim provaram que seguir em grupo os tornava mais fortes. Definitivamente, que a vinculação surgiu da adaptação a uma ameaça exterior.


Para além disso, não só mudaram a solidão pela companhia, como também se misturaram fêmeas com machos nestes grupos, de modo que podiam ir e vir de um lado para o outro, segundo as suas necessidades, como até hoje fazem os primatas como os lémures. Não seria muito mais tarde quando surgiram os grupos mais estáveis e de tamanhos mais pequenos, que mantinham relações mais próximas, segundo apontam os investigadores.

Os autores deste novo trabalho incluíram um grande número de variáveis nos seus dados: o número de indivíduos, laços de família, uniões monogâmicas, haréns, relações de um fêmea com vários machos, e assim por diante. Descobriram assim que a vinculação entre os primatas é largamente determinada pelos seus antepassados e que as espécies mais próximas evolutivamente tiveram um comportamento semelhante.


Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!