sexta-feira, 17 de junho de 2011

SEXTANIMAL: Texto tão curto quanto a paciência delas!

Humm, desconfio que posso ser uma mistura de bicho-preguiça com Lhama. (Risos)
 
Fonte: Google Imagens
 
Lhama (português brasileiro) ou lama (português europeu) (Lama glama), da palavra quíchua llama, é um mamífero ruminante da América do Sul, da família dos camelídeos, género Llama. Este animal tem pelagem longa e lanosa, e é domesticado para a utilização no transporte de carga, produção de , carne e couro. A lhama é relacionada com o guanaco, a vicunha e a alpaca. Foi domesticado pelo povo inca, tendo sido muito importante para os mesmos.[1]

As lhamas vivem na Cordilheira dos Andes, onde as temperaturas são baixas. Assim, as pelagens servem para protegê-los do frio, além de proteger o seu corpo de arranhões e outros ferimentos. A lhama é conhecida pelo seu estilo calmo, muitas vezes andando devagar, porém pode se irritar facilmente, assim foi considerada o oitavo animal mais irritável do mundo, segundo o canal Animal Planet.[2] Quando irritada ou para chamar a atenção, espirra seu muco na direção do objeto de sua irritação.

A lhama alimenta-se de capim e mato. Estes animais medem de 1,40 m a 2,40 m contando com a cauda 25cm e chega a pesar 150Kg.[1]

Fonte: Wikipedia

Curiosidades:

Esses animais costumam cuspir uma substância malcheirosa em outros indivíduos - inclusive humanos - ao se sentirem incomodados.

Quando recebem uma carga de peso maior do que suportam, deitam-se e permanecem dessa forma até que o excedente seja retirado.

As fezes deste animal, adicionadas ao calcário, foram utilizadas para despoluir as águas de uma região mineira da Bolívia, uma vez que tais detritos absorvem partículas de ferro e as bactérias presentes neste material alcalinizam a água.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

 
Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!