Páginas

sexta-feira, 25 de março de 2011

SEXTANIMAL - O mundo das cobras (Curiosidades)

Eu tentei evitar, mas, infelizmente, não consegui. Como faz parte da natureza e é uma animal que já teve alguma relação com a minha vida, vou ter de publicar nete SEXTANIMAL sobre as cobras. Apesar delas terem aparecido bastante lá na minha casa de praia em Albatroz (Litoral Norte do RS - Balneário de Imbé), não significa que, com tantas visitas, eu tenha me acostumado com elas ou começado a gostar delas. Não diria que seja uma questão de medo, mas de repulsa. Detesto as cobras, não consigo olhá-las por muito tempo. Isso deve estar relacionado também com o fato de eu tê-las visto de perto, inclusive quando fiz uma aventura pelo mato do litoral com alguns amigos quando criança. Simplesmente, eu não sei de onde vem tanto nojo. É isso mesmo, nojo! Também têm aqueles filmes cheios das pegajosas que o Programa do Gugu (no SBT) reproduzia em seu estúdio de gravação com as pessoas. Sabem aquelas provas que tinham uma banheira? Pois é.. Isso também não deve ter ajudado na empatia.

Enfim, vou publicar curiosidades sobre as cobras, mas não esperem imagens ou ilustrações, afinal de contas, isso aqui ainda continua sendo o meu blog. E não me venham com "coragem...".


Curiosidades:

As cobras, ou mesmo serpentes e ofídios, como também podem ser chamadas, são animais bem parecidos como certos tipos de lagartos que assim como as mesmas não possuem patas, e se rastejam sobre o chão para poder se locomover. Rápida e astuta este réptel é muito conhecido, e não apenas no Brasil, mas no mundo todo, a qual provoca em certas pessoas muito pavor.

Sua espécie é dividida em diversas raças, as mais famosas são a sucuri, a píton, a cascavel, a naja, a anaconda, a jararaca, a jibóia, a coral, entre outras. Existem cobras pequenas e cobras gigantescas, como as anacondas, por exemplo, que podem até mesmo comer um boi. Mas a grande maioria, se alimenta de pássaros, ratos, entre outros, como insetos e ovos.

A cobra mata sua presa muitas vezes no estrangulamento, porém, para as mais venenosas apenas uma picada, já é o bastante para matarsua presa, por isso tome cuidado, as cobras são bem venenosas. A origem de seu nome veio da grécia da palavra “herpéton” que signifca “aquilo que se rasteja”, no caso serpentes.

Fonte: Blog Dicas

Outras Curiosidades sobre cobras

A cobra mais pesada
Sucuri - A mais pesado de todas as cobras - alguns cientistas dizem que também é o mais longo - é a sucuri que mora na América do Sul. A maioria das sucuris cresce aproximadamente 7,6 metros. Mas a maior encontrada tinha 11,2 metros e pesava 453 kg. Por ser muito pesada, a sucurí fica muito tempo na água que onde alivia seu grande peso.

A cobra mais longa
Python - A mais longa de todas as cobras é provavelmente a python que mora nas selvas do Sudeste da Ásia. Pode crescer até 10 metros - equivale ao comprimento de 6 humanos adultos. Este gigante poderoso não é só conhecido pelo seu tamanho mas também pela beleza da sua pele.

Você sabe o que fazer se uma cobra te picar?
Lave a área atingida com sabão e água o mais rápido que puder. Imobilize a área afetada e mantenha-a numa posição mais baixa do que o coração. Isto retardará o fluxo do veneno. E, claro, procure um médico, urgente. Mesmo as picadas de cobras não venenosas devem ser tratadas profissionalmente, pois podem acontecer sérias reações alérgicas.

Você sabe o que não fazer se uma cobra te picar?Não coloque gelo ou compressa fria sobre a área atingida. Não amarre a atadura ou faça torniquete. O torniquete pode bloquear o fluxo sanguíneo, causando sérios danos a algum membro. Não faça incisão no ferimento ou a sua volta, numa tentativa de remover o veneno - existe perigo de infecção. Por fim, não tente sugar o veneno: ele pode cair na corrente sanguínea pela sua boca.

Sabe qual a função da língua das cobras?A língua das cobras funciona como poderosa antena, uma vez que as cobras são completamente surdas e têm pouquíssima visão. Elas possuem um sentido químico auxiliar que é amplamente empregado na maioria das actividades. Através da língua, a cobra capta partículas de odor no ar, e transmite as informações do ambiente a um receptor sensorial chamado “órgão de Jacobson", localizado no céu da boca desses répteis. Além disso, a língua das cobras também consegue receber estímulos tácteis. Assim, com a língua bifurcada projectada para fora, as cobras conseguem “tactear", sentir e cheirar o ambiente à sua volta. 
 
Fonte: QuicasBlog

Na verdade, nos documentários do Discovery Channel, aprendi que não se faz nada além de manter a pessoa imóvel, verificar qual tipo de cobra a picou e chamar uma ambulância, quando uma pessoa é picada. o resto, é balela.

Acho que está bom assim, desculpem, vocês procuram por mais infos. Hehehe!!!! 



Links Relacionados:
(Esse foi difícil de acessar. Hehe!)


Postar um comentário