quarta-feira, 2 de junho de 2010

O mini-hecatombe!


Nessa guerra de morticínios, onde todos lutam contra o terror e se dizem os donos da verdade, não podemos culpar ninguém por acontecimentos desastrosos como o de Israel. É preciso que, pelo menos, um dos lados ceda e pare de guerrear. Lembram do ditado "violência gera violência"? Pois é! As vezes é preciso fazer como o presidente Lula está fazendo com o Irã, dialogar. 

Cito: 

"Há momentos em que a maior sabedoria é parecer não saber nada." Sun Tzu.

Sabemos que pessoas com o perfil de ditador podem e vão fazer certas atrocidades contra inocentes. Mas não se diz ao louco que ele é louco. Nós concordamos com ele e, estrategicamente, tentamos mudar seu ponto de vista mostrando outros caminhos. Só pode ser isso o que estava faltando, uma conversa básica. Entretanto, ainda existem indivíduos que pretendem usar a antiga fórmula, a violência pura, hoje caracterizada como um mini-hecatombe, para acabar com seus algozes e alcançarem um fim ilusório de paz.

Mas o ponto chave de toda essa história é, se o objetivo da guerra é a paz, como escreveu Sun Tzu, então o propósito da humanidade é a guerra.
Postar um comentário

Follow My Spotify Playlist!